Saúde da Mulher e da Criança

Coordenador: Acácio José de Esperança Sabonete

- Biólogo, Formado pela Universidade Eduardo Mondlane

- Mestre em Saúde Pública nas áreas de: promoção, prevenção e controle de doenças e Sistema de Informação e Planificação em Saúde

- Contacto: 823991494

- E-mail: asabonete24@gmail.com

 

Segundo Arlington, a saúde materna é entendida como o “bem estar” da mulher antes, durante, e depois da gravidez, e inclui a nutrição, cuidados pré-natal para a mulher e o bebé, cuidados durante o parto, e serviços pós-parto para a mãe e o bebé. Ela tem influências na qualidade de saúde da criança que também inclui a nutrição, cuidados pré-natal, cuidados durante o parto, e serviços pós-parto para a criança, como imunização, suplementação com vitaminais e alimentos proteicos ou ricos em nutrientes.

Os indicadores que reflectem a qualidade da saúde das mulheres e crianças Moçambicanas, como o caso das taxas de mortalidade materna, infantil e juvenil e a prevalência de desnutrição crónica, estão entre os mais altos na região de Africa Sub-Sahariana. Por outro lado, o acesso aos serviços de saúde é restrito, especialmente nas áreas rurais, onde a disponibilidade e prontidão de serviços de saúde materna e infantil é deficiente. Os esforços empreendidos por vários intervenientes na área de SMI, resultaram até o presente em progressos importantes, especialmente com relação à redução da mortalidade neonatal e infantil, no entanto, os progressos foram lentos do que esperado e mais lento ainda em relação aos indicadores de saúde materna onde é necessário promover uma rápida e significativa melhoria, para que seja possível chegar próximo das metas definidas pelo MISAU.

O Programa de Pesquisa em Saúde da Mulher e Criança tem como objectivo, gerar conhecimento sobre a saúde da mulher e da criança de forma a subsidiar a formulação de políticas públicas e planos de acções direcionadas para melhoria dos indicadores de saúde deste grupo específico, tendo como referência a agenda nacional de pesquisa mas também as prioridades definidas nos documentos políticos e estratégicos chave do Governo e do Sector da Saúde. As suas linhas de acção concentram-se na identificação de factores associados a mortalidade e o estado de saúde da mulher, adolescente, jovem e criança e, seus determinantes e, b) Avaliação de intervenções/estratégias e políticas de saúde para melhoria da qualidade de saúde da mulher, jovem, adolescente e criança.

A equipa de suporte do PsMC é constituída por profissionais de diversas áreas de saber do Instituto Nacional de Saúde, afecto nos diferentes programas/departamentos, sendo Biólogos, Médicos, Antropólogos, Demografo e Estaticista do Instituto Nacional de Estatística. De momento o PsMC e seus colaboradores estão abertos a parceiros com interesses em assuntos de saúde na área de SMI. Decorrem actualmente as discussões técnicas associadas com a elaboração do protocolo para algumas pesquisas nas áreas priorizadas pela estratégia científica do INS nomeadamente: i) A evolução do estado da desnutrição em crianças nos últimos 15 anos e seus determinantes e ii) Utilização de serviço de  saúde materno por mulheres jovens adolescentes em Moçambique.