Misau forma técnicos para o Inquérito Nacional de Prevalência de Tuberculose

Está em curso desde o passado dia 11 de Outubro corrente, a Formação Geral do Inquérito Nacional de Prevalência de Tuberculose (INaTB) no país.

Trata-se de uma pesquisa a ser realizada ao nível nacional em locais previamente selecionados e em indivíduos com idade igual ou superior a 15 anos, com o objectivo de determinar a prevalência da tuberculose bacteriologicamente confirmada dentro da população adulta em Moçambique. Segundo o coordenador geral do estudo, Isaías Ramiro, o INaTB é o segundo inquérito ao nível mundial a usar uma tecnologia digital para a recolha e gestão de dados.

Com duração de duas semanas, a formação é ministrada por pesquisadores do Ministério da Saúde (MISAU), Instituto Nacional de Estatística (INE) e do Instituto Nacional de Saúde (INS) e conta com a presença de mais de 50 participantes, dentre os quais constam técnicos de laboratório, radiologistas, conselheiros, inquiridores, motoristas, técnicos de informática, entre outros.