Doenças Endémicas de Grande Impacto Sanitário

Coordenador: José Paulo M. Langa

- Biomédico formado pela Universidade Metodista do Rio Grande do Sul - Brasil, Enfâse em Genética Medica

- Mestre em Biotecnologia pela Universidade Eduardo Mondlane

- Contacto: 828383849

- Email: jpalanga1@yahoo.com.br

 

As Doenças Endémicas de grande impacto sanitário são um problema de saúde pública constante e crescente com surgimento de novos casos com frequência elevada, subcarregando assim o serviço nacional de saúde.

As doenças endêmicas são assim chamadas quando atingem uma determinada área geográfica e apresenta um padrão de ocorrência relativamente estável com elevada incidência ou prevalência.

A Organização Mundial da Saúde e outros parceiros comprometidos  com objectivos do desenvolvimento do sustentável, preconizam o foco na equidade, o fortalecimento dos sistemas de saúde, a cobertura universal de saúde e a ação multissectorial para a transformação do trato dado as estas doenças.

A nível mundial no geral e em Moçambique em particular, algumas doenças endémicas destacam-se pelo seu impacto imediato na sociedade, tais como HIV, Tuberculose, Malária e Gastroenterites. Assim para responder a esta crescente preocupação são promovidas a nível do programa  ações/projectos de investigação multi e interdisciplinares para monitoria e avaliação das doenças endémicas com grande fardo em saúde pública. Estas ações são principalmente focadas na investigação das principais doenças transmissíveis endémicas para a maior parte do território da população do país, incluindo  Infecções de Transmissão Sexual (ITS) - HIV/ Síndroma da Imunodeficiência Adquirida (SIDA), tuberculose,  síndromes respiratório, diarreico e meníngeo-encefálico.