Pemba já faz testes de COVID-19

A cidade de Pemba, na província de Cabo Delgado, passa a estar capacitada para testar amostras suspeitas de infecção pelo novo coronavírus, com a inauguração, esta quinta-feira, 23.07, do Laboratório de Saúde Pública de Pemba, pelo ministro da Saúde, Armindo Tiago.

Trata-se de uma infra-estrutura instalada pelo Instituto Nacional de Saúde (INS), com apoio da multinacional TOTAL e que usa a tecnologia de PCR em tempo real convencional, que permite testar maior volume de amostras em pouco tempo.

Com capacidade de testar 200 amostras por dia, o laboratório vai contribuir para a flexibilização no processamento das amostras do novo coronavírus a nível local, reduzindo o tempo de espera dos resultados.

Falando na ocasião, o ministro da Saúde, Armindo Tiago, disse que o diagnóstico laboratorial da infecção pelo novo coronavírus é um dos principais pilares para a vigilância e controlo desta pandemia, pelo que a instalação da capacidade de testagem deste vírus em Pemba irá, imediatamente, impactar no tempo de diagnóstico e resposta de casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus.

Para manejar a capacidade tecnológica instalada no laboratório, o pessoal técnico foi treinado por especialistas do INS, o que permite que a província de Cabo Delgado disponha de recursos humanos qualificados para responder a esta pandemia.

O responsável pelo MISAU apelou aos técnicos de saúde, ora treinados, para o uso correcto dos equipamentos e que velem pela segurança, conservação adequada e manutenção dos mesmos, de modo a que possam servir para outras necessidades de saúde pública.

O director-geral do INS, Ilesh Jani, agradeceu o apoio da multinacional TOTAL na construção e apetrechamento do laboratório, tendo informado que o mesmo terá capacidade de resposta em 24 horas, facto que irá mudar o cenário outrora vigente, em que as amostras eram colhidas em várias partes da província e posteriormente enviadas ao INS, em Maputo, local onde eram testadas, o que levava muito tempo.

Segundo Jani, o laboratório de saúde pública de Pemba encontra-se preparado para responder a outras necessidades de saúde pública, que normalmente assolam a província, como é o caso da cólera.

Por sua vez, o Secretário de Estado da província de Cabo Delgado, Armindo Ngunga, referiu que esta infra-estrutura e um grande ganho para a população desta parcela do país, sobretudo nesta altura em que esta região transitou para o padrão de transmissão comunitária da doença.

O Representante da TOTAL, Salvador Traquino, disse que a construção e apetrechamento do laboratório, num investimento de 378 mil dólares, o equivalente a 2.5 milhões de meticais, resulta da estreita colaboração com o Governo de Moçambique, através do Ministério da Saúde.