buy cheap generic cialisactive ingredient in valtrexclomid fact sheetstrattera bipolar iiviagra delayed ejaculationzoloft prurigo nodularisdosges liquid cialisstimulant effects of hydrochlorothiazidelasix dog medicineclomid cervical mucusalternatives to lexaprocontraindications retin az max zithromaxcelexa with darvocet interactionsshelf life of amoxilaction of lasixlevitra trial offerviagra with womenzoloft lose weight
viagra ads on xm radiogood canadian pharmacy to buy viagracialis softabs 20mgcialis greecebuying viagra in chinacombivent inhalermy canadian pharmacy reviewsreditabs viagrahealthy mantop quality canadian pharmacycb1 weight gain pill reviewscanadian pharmacy american expressprednisone with no prescriptionviagra for salecanada nizagara
methylprednisolonebuy doxycycline hyclate onlinemexican pharmacy no prescription neededcanadian pharcharmyhow to buy wellbutrin cr on linenitrofurantoinhow do i buy viagra onlinebrand viagra canadian pharmacyonline purchase antiboitic for clamydiapurchase levitrakamagra amexcrestor similar drugsonline viagra by checkadults toy stoy pay by e check onlinegeneric propecia canada
how long will viagra workovernight delivery viagrablue pill not viagrawarning window buy viagra nowviagra women depressed statisticslevitra cialis viagra onlinecialis and the prostatevenetian las vegas effects viagraorder canada super viagraviagra side effects incidenceviagra 50 mg store in canadainjectable viagracialis effecacitive ingredient in cialisnatural alternative to viagra or cialiscialis from canadian pharmacyon line viagra purchaseviagra discount europehow to make viagra work betterq viagra search
natural viagra substitute25 and on viagracialis pill cutterbuy cialis inur ordercialis commercial cow hot tubviagra being a controlled substanceviagra litigationviagra and erectionmexico cialisnever mix steroids with viagracompra cialis en espa ageneric viagra generic cialis pillscialis soft drug nameaphrodisiac cialis softviagra professional 100mg pills buy onlineusing viagra too early
order maxalt migraine medicineseroquel pharmacy online canadaworld best online pharmacydapoxetine usavaltrex wholesaleviagra forumcanadian health care mallbuy amitriptyline without rxpharmacy support group cialisatacand hctalbendazole buy onlinez pak 3 dayviagra in dubai legalantabuse pillsaverage monthly cost of cialisrhine incviagra uk next day deliverycialis online usa prescriptions

Macroprojectos

Como forma de dinamizar e maximizar o seu funcionamento e produtividade, o INS definiu 7 áreas Técnico científicas de actuação a que chamou Macroprojectos:

  1. Macroprojecto de Saúde sexual e reprodutiva

A área de Saúde Sexual e Reprodutiva (SSR) tem vindo a ganhar cada vez mais atenção a nível mundial sobretudo em adolescentes e jovens. Esse interesse é em parte motivado pela preocupação com o número crescente de ITS e HIV e de problemas sexuais e reprodutivos associados que afectam esse grupo populacional, de entre os quais se destacam a gravidez não desejada, os abortos e complicações resultantes tanto do aborto como da gravidez não desejada. Neste contexto, o INS vem desenvolvendo inquéritos sobre HIV e outras ITS com vista a gerar evidência para subsidiar a definição de políticas e estratégias sobre SSR.
Este macroprojecto tem vindo a realizar na sua maioria actividades viradas para o HIV com ênfase para o ensaio de vacina do HIV a ser implementado pelo CISPOC, os estudos bio-comportamentais em populações de risco, estudos de incidência, caracterização epidemiológica e molecular do HIV, estudos de mutações em pacientes em TARV e de co-infecção HIV/Sifilis, Hepatite B e HTLV.
Coordenador: Mussagy Mahomed ( Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. )

      2.    Macroprojecto de Infecções respiratórias
As infecções respiratórias encontram-se entre as principais causas de mortalidade infantil a nível mundial. Mais de 50% das infecções respiratórias em crianças são causadas por vírus, sendo o vírus influenza um dos principais agentes etiológicos destas infecções. Em Moçambique, dados referentes ao papel destes vírus nas infecções respiratórias são bastante escassos. Para além dos vírus, a Tuberculose (TB) constitui importante problema de saúde pública no país. Este macroprojecto tem vindo a trabalhar nas áreas de caracterização epidemiológica e molecular do vírus da influenza A e B em crianças, Tuberculose (detecção acelerada de casos, caracterização molecular, morbimortalidade associada a TB em pacientes HIV positivos).  
 Coordenador: Sofia Viegas ( Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. )

      3.    Macroprojecto de Infecções transmitidas por vectores
As doenças transmissíveis, especificamente as transmitidas por vectores continuam a ser um problema de saúde pública em Moçambique e em vários países em vias de desenvolvimento, onde condições precárias de saneamento do meio e o clima favorecem a proliferação de vectores. A pesquisa em malária, um dos principais problemas de saúde pública em Moçambique e em filaríase linfática fazem parte das principais actividades desenvolvidas pelo macroprojecto, nestas áreas tem sido realizada investigação epidemiológica, entomológica, estudos sobre resistência aos fármacos e ensaios clínicos. Para além destas áreas o macroprojecto também realiza pesquisas sobre outras doenças transmitidas por vectores tais como Arbovirus e Toxoplasmose.
Coordenador: Sónia Enosse (Só Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. )
 
      4.    Macroprojecto de Infecções gastrointestinais
As infecções gastrointestinais constituem importante causa de morbidade e mortalidade em todas as regiões do mundo principalmente em países em vias de desenvolvimento sobretudo em crianças menores de 5 anos de idade. Em Moçambique existe pouca informação sobre os principais agentes causadores de infecção gastrointestinal o que dificulta a introdução de medidas preventivas. As actividades de pesquisa deste MP consistem na realização de estudos sobre a etiologia das diarreias em crianças e adultos, com destaque para a realização de pesquisa sobre a epidemiologia de Rotavirus, Astrovirus, Norovirus e Enterovirus em crianças e pesquisa sobre ocorrência de Cryptosporidium Sp, Isospora Belli e Entamoeba hystolitica em pacientes HIV positivos e contaminação de verduras na cidade de Maputo.
Coordenador: Nilsa de Deus ( Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. )
 
      5.    Macroprojecto de Doenças Crónicas e não transmissíveis
As doenças crónicas e não transmissíveis constituem uma prioridade global e um problema emergente de saúde pública em Moçambique. Estas incluem as doenças cardiovasculares, controlo de factores de risco de doenças cardiovasculares (obesidade, diabetes, tabagismo, inactividade física, alimentação inadequada e uso abuso de álcool), doenças mentais e doenças respiratórias (asma e DPOC). Inclui também algumas doenças crónicas associadas á pobreza ou com incidência preferencial em África tais como cardiopatia reumática, miocardiopatia dilatada (incluindo periparto), anemia (particularmente de células falciformes) e epilepsia.
Em países com fracos recursos económicos, parte das doenças crónicas resulta da incapacidade de prevenção secundária ou terciária de doenças transmissíveis. Em Moçambique o peso destas doenças crónicas tem dimensão desconhecida, dado não estarem incluídas no actual sistema de vigilância epidemiológica ou no sistema de informação para a saúde (SIS).
A geração de evidência sobre estas doenças poderá não só fornecer informação importante sobre sua epidemiologia, qualidade dos serviços e custo para o Sistema Nacional de Saúde, bem como contribuir para avaliação do impacto das intervenções programáticas nesta área.
As actividades deste Macroprojecto têm sido na implementação de estudos sobre febre reumática, hipertensão pulmonar e cardiopatia reumática e estudos sobre problemas vasculares em pacientes HIV positivos, mal nutrição, deficiência de ferro em pacientes HIV positivos.
Coordenador: Ana Mocumbi ( Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. )

      6.    Macroprojecto de avaliação de tecnologias de saúde
As tecnologias de saúde constituem uma vasta gama de instrumentos (medicamentos, equipamentos, procedimentos, sistemas organizacionais e de suporte) oferecidos nos cuidados de saúde. Devido aos avanços técnico-científicos têm surgido no mercado uma vasta gama de tecnologias que antes da sua introdução precisam de ser avaliadas localmente. As actividades implementadas por este macroprojecto têm sido maioritariamente a avaliação de tecnologia point-of-care (POC) que permite o diagnóstico de pacientes no local de testagem encurtando deste modo o tempo de início do tratamento. Estas tecnologias permitem uma rápida tomada de decisão dos médicos o que afecta significativamente os cuidados de saúde. A título de exemplo foram realizados estudos de avaliação de tecnologia simplificada para monitoria de pacientes HIV positivos e crianças expostas, para diagnóstico de TB e malária.
Coordenador: Nédio Mabunda

      7.    Macroprojecto de Sistemas de Saúde
A investigação em sistema de saúde constitui uma plataforma para maximizar os ganhos propostos por outras pesquisas clínicas biomédicas e de outras disciplinas para a saúde. Recorrendo a uma diversidade de metodologias científicas para operacionalização, validação, experimentação e avaliação ou monitoria das componentes do sistema de saúde, sempre em cenários de cuidados de saúde reais, a investigação em sistemas de saúde é crucial para identificar e propor formas de contornar obstáculos e factores que desfavoreçam a implementação efectiva e maximizada dos programas e políticas de saúde pública.
Sendo as necessidades de informação técnica científica para o sistema de saúde muito amplas, o INS definiu as seguintes áreas prioritárias: i) financiamento do sector de saúde; ii) recursos humanos e iii) acesso aos serviços de saúde.
Coordenador: Sérgio Chicumbe ( Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. )

 

 

Copyright © 2017 Instituto Nacional de Saúde.